Sanitização


A presença de micro-organismos, popularmente chamados de germes, em diferentes ambientes pode aumentar o risco de doenças infecciosas nas pessoas que circulam nesses locais. Nesse contexto, qualquer ambiente tem o potencial de ser contaminado por esses seres microscópicos e trazer risco à saúde das pessoas, como por exemplo prédios comerciais (incluindo shoppings e prédios públicos), comércio em geral (mercados, feiras, lojas), transportes públicos, hotéis e pousadas, casas de repouso, escolas e até mesmo nossas próprias casas.

Riscos de infecções em shoppings e praças de alimentação

Os principais riscos e infecções que podem ser adquiridas envolvem doenças intestinais, respiratórias e de pele. As infecções intestinais ocorrem quando as pessoas ingerem alimentos e água contaminados, mas o que pouca gente imagina é que essa contaminação pode ocorrer não só pelo alimento “estragado”, mas também por entrar em contato com superfícies contaminadas, como bancadas, recipientes, tábuas e utensílios que não estão corretamente limpos. Além disso, nossas mãos podem tocar superfícies contaminadas, como um corrimão, maçaneta ou botão de elevador, e depois serem usadas para pegar alimentos. Quem nunca sentou na praça de alimentação de um shopping e esqueceu de lavar as mãos antes de comer? Essas mãos podem ter tocado superfícies contaminadas durante o passeio no shopping.

Infecções e doenças respiratórias

Já as doenças respiratórias, como a gripe, resfriado e alergias, também podem estar relacionados à contaminação dos ambientes. Nesse contexto, podemos entrar em contato com os micro-organismos a partir de superfícies contaminadas, de forma semelhante ao que acontece com a aquisição das infecções intestinais, mas também devido à baixa qualidade do ar. Um ambiente com ar confinado, aquele que permanece o tempo todo com as janelas e portas fechadas, possuem uma pobre renovação do ar. Isso contribui para a maior concentração de micro-organismos e de partículas de poeira e alergênicas (aquelas capazes de iniciar um processo alérgico), o que aumenta o risco e a incidência de sintomas respiratórios. Com isso, ambientes fechados, com baixa incidência de luz natural e alta umidade geralmente são associados ao aparecimento mais frequente de resfriados e alergias nas pessoas circulantes desses locais. Muitos vão lembrar de ambientes onde sentiram o ar mais “pesado” e que em pouco depois começaram a sentir uma irritação na garganta e nariz, por exemplo.

Infecções de pele nos ambientes

As infecções de pele, apesar de chamarem menos a atenção, também estão relacionados à ambientes com alta contaminação microbiana. Irritações de pele, vermelhidão e coceiras são sintomas comuns associados a presença de micro-organismos e moléculas alergênicas em diversos locais.

Frequência da sanitização nos ambientes

De uma forma geral, a grande circulação de pessoas associadas a ineficácia da desinfecção do local (seja pela falta da frequência ou realização de forma errada), assim como a baixa circulação e renovação do ar, são os principais fatores que contribuem para o crescimento de micro-organismos e o maior risco do aparecimento de quadros de infecções e alergias. Assim, a sanitização dos ambientes e desinfecção das superfícies são procedimentos capazes de trazer vários benefícios para a população. Diversos produtos e formulações estão disponíveis para essa prática, mas o principal é que esses procedimentos sejam feitos de forma correta, obedecendo estratégias que garantam a sua eficácia. Por isso a capacitação de pessoas e empresas, com treinamento técnico para efetuar a sanitização com os produtos corretos e de maneira adequada, se faz necessário.

Benefícios da sanitização

Mas quais são de fato os benefícios da sanitização de ambientes que podemos sentir e observar no nosso dia-a-dia? Como os micro-organismos são seres microscópicos e, consequentemente, não conseguimos enxergá-los, a melhor forma de avaliar o sucesso da sanitização é percebendo as mudanças nos ambientes. De uma forma geral, a sanitização feita com a periodicidade necessária para cada ambiente pode resultar em superfícies mais limpas e na melhor qualidade do ar. Isso resulta na menor deterioração de alimentos, pois o surgimento de mofo em pães e frutos, por exemplo, ocorre pela presença de fungos no ar. Além disso, é possível observar a redução de quadros de alergias, tanto respiratórias como de pele. Clientes que contrataram serviços de sanitização já relataram a melhora da qualidade do ar, com a redução do cheio de mofo e da incidência de alergias em diversos locais, inclusive em casas de repouso para idosos, onde os residentes são pessoas com a saúde naturalmente mais frágil.

Portanto, o entendimento da necessidade da sanitização, a conscientização das melhorias que podem ser alcançadas e o conhecimento técnico relacionado aos produtos, formas de aplicação e periodicidade do processo são essenciais para a eficácia da sanitização e a observação dos resultados. Por isso, seja você um cliente ou prestadora do serviço de sanitização, se informe e se qualifique para garantir e observar os benefícios da sanitização de ambientes.

Segurança no serviço de sanitização

Para que possamos garantir a segurança de nossa família e estabelecimentos, quando for realizar a sanitização dos ambientes, precisamos seguir rigorosamente as indicações de uso dos produtos, confirmar o registro no Ministério da Saúde e só utilizar produtos registrados. Quando for contratar uma empresa especializada para realizar a Sanitização checar se ela realmente tem capacitação para este tipo de serviço e Responsável Técnico que oriente os protocolos do serviço, definindo quais as ações que que devem ser realizadas pelos clientes e pela empresa, para maior eficiência e segurança.

Fonte: pragaseeventos.com.br

26 visualizações

Vigilância Sanitária nº CEVS 350850403-812-000001-1-6

  • Brevis Ambiental
  • Brevis Ambiental

Rua Colômbia, 71, Jardim Caçapava

Caçapava/SP

CEP 12.286-080

© Todos os direitos Reservados. Desenvolvido por 3d Comunicação e Marketing